Com o novo surto à solta afetando já 18 países, como você pode desconfiar de um caso de Monkeypox? A Dermatologia é o principal instrumento pois admite-se que a grande maioria dos infectados terá lesões cutâneas

Mas como reconhecer estas lesões? Bem, já temos isto bem claro com dados de um outro surto de Menkeypox que ocorreu nos Estados Unidos em 2004 e foi publicados no NEJM (The Detection of Monkeypox in Humans in the Western Hemisphere). Lesões na pele (100%) foram o achado mais comum, seguido de cefaleia (98%), febre alta (82%), suor e calafrios (82%), tosse persistente (73%), gânglios e dor de garganta (55%). Mas e quanto às lesões cutâneas? O método DermatoXpert do @pele.digital te ajuda pois as lesões lembram muito às da varicela (catapora) mas há 2 pontos que permitem fazer a diferença:
  1. Falta o polimorfismo regional; ou seja, em cada área examinada as lesões de Monkeypox estão todas ainda na mesma fase enquanto na catapora eles se mesclam em fases diferentes.
  2. Monkeypox predomina nas extremidades e membros e tende a poupar o tronco; a varicela é exatamente o oposto.
Como reconhecer o Monkeypox
  Gostou? Não deixe de compartilhar nosso blog e acessar este link para mais informações sobre Monkeypox

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *